Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Julho, 2009

Playmate de Julho

Bunny Floren

Sempre adorei coelhinhas. Enfim, não é de hoje...

Sadam de Tallinn

Atentem ao canto inferior esquerdo da imagem: “Sadam.” Não, não se trata de uma fotomontagem. Muito menos de humor negro. A iraquiana personagem já não pertence ao reino dos vivos, mas será para sempre recordada na Estónia. Perpetuada. Sobretudo porque, para os nativos, “Sadam” significa “Porto”.

Doce Virgem

Para os mais incrédulos, ou amargos, a prova de que a Virgem é uma doçura. De outra maneira: 1 Nossa Senhora (de Lourdes) = 3 Torrões (de açúcar). Mais fé, por favor.

Vivò Manecas

Ninguém me convence que o Maneken Pis tem o sucesso que tem só porque é bonitinho. Não acredito. Só pode ser pelo lado escatológico do xixizinho, ou por causa da mãozita colocada ali no seu pueril membrozito… De outra forma: como é que este Manecas de 30 centímetros se multiplica por todas as esquinas, ora saca-rolhas ora chocolate, estando para a Bélgica como a Torre Eiffel para a França? Hmm…

Um dos três

Este deve ser o irmão mais novo. Estava na montra de um restaurante de Madrid. Tão fresco, tão fresco, ou tenro, que me pareceu embalsamado. A história do leitãozinho incorrupto.

Minor Summer reflections for a gin tonic in a Pärnu-seaside-crepuscule

By João Lopes Marques (Eesti keel)

Madrid is just too hot. Almost 40 degrees outside. My mind behaves as a weird kaleidoscope. I miss water and some drops of humidity. I feel über-lazy. Either Pärnu or the Portuguese coast are now just two impossible mirages. That is why I suggest readers not to be ecological this time. Print this text — a bit longer than usual — and take it to the seaside. In order to maximize it, read one bullet per day:

Talin (Monday)

I land in Yerevan in a beautiful morning. The blue sky is stainless and the two Ararats are completely, perfectly visible. They lay on the other side of the border — in Turkey — and some Armenian friends underline me they can't even touch their holy mountains. The border is closed. It is a painful paradox, no doubt. However, I try to shorten this 60 kilometers with my eyes. I zoom in and focus on the snow-cap, on this beautiful white spot on the Summit of taller Ararat. All my biblical knowledge (mediocre) pops up as my imagination u…

Pobre Fernão

É isto a que o senhor tem direito? No que me toca, até concordo. Os traidores nada merecem. Mas era bem melhor a omissão. Uma coisa assim desenxabida é que não faz sentido nenhum... Indigna para Lisboa, indigna para Portugal...

A mim?

Acredito. Mas olha aí a cônfia...

Flowers

Yoko Ono e Reagan... Nomes de flores? E juntinhos? Que bonito... Poético.

A História dos Anais

Era piada recorrente na disciplina de História do 12.º ano. A História dos Anais versus os Anais da História. Mas isso era no meu tempo. Não sei o que esta mocidade estuda hoje, assumindo que estuda algo. Daí que esta singela boutique de Erevan me tenha despertado a nostalgia dos bons velhos tempos do Secundário.

Litrada de vinho

Lancemos em conjunto um movimento internacional pela garrafa de tinto de 1 litro. Esta coisa dos 0,75 litros é vergonhosa. Sabe sempre a pouco... Que vos parece? Evitava-se irmos à segunda... Viva a litrada! Votem na nova sondagem!

De quem era o urso, afinal?

Esta máfia de Erevan esquece-se de que com a tropa não se pode brincar! Tenho ou não tenho o urso? Vai embaladinho na mala de porão rumo a Madrid. É tão seguro como sem dúvida que esta noite haverá festa rija em La Latina!

Made in Tallinn

A Cristina Borges fez uma belíssima, excelente, síntese. Obrigado.

Corninhos

É óbvio que, mais cedo ou mais tarde, eu acabaria a fazer corninhos. Pelo menos a mim ninguém me demite!

O urso cem drams

Uma curta metragem que nunca deveria ter acontecido. Andam a gozar connosco. Urso sim, mas o que vale é que não sou de gancho. A sempiterna máfia de Erevan: vou queixar-me ao Arménio Santos!