Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Outubro, 2011

Cabeçudo (II)

Percebem agora? O problema é quando estas modas pegam. Estão a destruir o futebol. Ontem foi a vez de Ryujiro Ueda imitar o Jone. Rui Giro, o japonês, somou-lhe mais um metro. O recorde mundial já vai nos 58 metros. Não tarda e temos um de baliza-a-baliza. Oh, como o Salmão adora estes factóides...

Cabeçudo (I)

Marcar um golo de cabeça a 57 metros de distância não é para todos. Aliás, é só para os melhores cabeçudos. O Salmão dá os parabéns ao norueguês Jone Samuelsen... Jone, e que saudades tenho dos nossos lindos fiordes...

Malapata

Adoro, mas ainda percebi o que me dá mais azar. Se a Chich Taouk se o Farrouj Mechwi.

Ao Babilónia da Amadora

O amur é uma coisa linda

É, não é? Ando mesmo sego por ti.

Baixa cavalaria

E foi então que, já devidamente montado, bem composto, elegantíssimo, perderia as estribeiras. Ainda hoje ninguém percebe muito bem como é que aquilo lhe aconteceu. Acabaria estrelado vendo a sua própria gema a escapar-se-lhe por aquelas tenras carnes abaixo. Pobrezito, o seu sonho sempre fora montar um rosbife.

Apanhar uma tampa

Sim, ela continua ali na Narva Maantee, na esquina com a Jõe. É curioso como, ultimamente, voltou a sorrir bastante.

Ideologia líquida

Y Pepsi tampoco. As nossas mais sinceras desculpas.

Sermão ao salmão do rei Salomão

— "Sushi"? — indagou o curioso monarca.
— Não, "Sasha", magestade — respondeu-lhe o peixe deixando escapar um rubor ainda mais rosado do que lhe era habitual.
— "Majestade", leva jota — corrigiu realeza.
— Assim seja.
— É mesmo!

Um inusitado silêncio gritou no salmão, aliás, no salão de audiências. Ainda hoje se comenta que nunca o rei Salmão, aliás, Salomão se deixara assim levar pela nervoseira. Há até quem garanta que a impiedosa ordem lhe saiu com gaguez:

— Sushi!
— Sas... — ainda tentaria corrigir o orgulhoso salmão.

Mas de nada nos vale insistirmos: por alguma razão, aqueles dois colidiam mesmo.

Itália 0, Dinamarca 1

A dança do salmão

"Se eu quisesse, ia agora ao Japão e voltava."

Treinar o picapau

Só vos trazemos o melhor

Só para homens

Não há vodka? Mas como é que não há vodka, Sasha? Hmm... então passa-me um daqueles teus chocolatinhos. Davai-davai!

Como fintar dois (ou três) ursos

Era uma vez um genérico

Alugar ou gamar?

Sinónimos: bifar; pifar; afanar; rapinar; surripiar; roubar. Exemplo: Ainda hei-de gamar a galinha.

À beira do mar? Espera...

Faca na Liga

É uma pergunta de cariz filosófico que alguns dos nossos mais assíduos comentadores não se cansam de fazer. O Salmão também pergunta: o gesto de Mourinho ou o escarro de Messi? Qual deles é mais antológi... escotológico?

Às armas

A época de saldos chegou e, como manda a patriótica canção, não a devemos desperdiçar: às armas, portanto. Ontem fui bem cedinho e ainda consegui a minha Uzi por 14,99 euros. As bazucas e granadas de mão também estão baratas. A Mena pediu para lhe trazer duas, anda arreliada com as baratas na cozinha. À criançada comprei meia-dúzia de kalashes, dizem que agora é a moda lá na rua.

O menu da troika é muito standard

Até o salmão tem pena do urso

Bo(m)llywood

Toda a cidade tem o seu Elvis

Iberiana no JN

Tudo isto é triste

O António tem dias. Aliás, o António Dias tem dias. Às vezes está nos seus dias, às vezes não. Mas canta o fado todas as noites. Sempre. Hoje também, aliás, to day's.

Balística

Muito gostava o Mauricinho de chupar balas. Fossem doces, das boas, das gulosas, e fazia-o de rajada. Às vezes chegava até a descarregar a metralhadora toda — todinha! — no céu da boca.

Sexista, eu?

Ao estado a que isto está a chegar

A menina dança?

Necessidades

Via-se que o embaixador estava em necessidades. Era cada vez mais notório. Indisfarçável, apesar do protocolo. Deixando escorregar o croquete por entre os dedos, e antes de tombar, ainda sussurrou à esposa: "É em baixo a dor..."

E Marques virou Marque