Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Novembro, 2012

Fanes de Macaco

Mas comunicación, porfá.

Zapatazo

No creo que Imelda estuviera tan loca la noche en que me habló de su ex-marido. "Sabes, João", me dijo enigmática antes de marcharse para siempre, "los hay que tienen cojones y los hay que prefieren conejos".

Pê de Peppe

Está mais do que provado que a mente humana também actua por osmose. Veja-se o caso de Giuseppe: sempre que comia um pistacchio crescia-lhe o nariz.

Ex

Mais do que a sua proverbial dislexia, naquela noite Matthew pôs uma cara de gozão que nunca lhe tinha visto e disparou com maus modos: "All your love is need!" Ainda cantarolei qualquer coisa parecida, mas foi a penúltima vez que nos vimos.

Cozinhas austeras

Não, não foi tirada agora. Esta foto, captada em Pedrouços, terá uns bons três ou quatro anos. Eram outros tempos e o que era alemão ainda vendia bem na Zona Ocidental de Lisboa. A pergunta: será que a Rational cozinhou entretanto uma estratégia de marketing diferente? É que assim... assim não vão lá. Um forno eléctrico ainda não é um Mercedes...

Funny Lassi

Há coisas que só podem mesmo chegar-nos da Finlândia. E não falo do Pai Natal, naturalmente, que como muitos já se terão apercebido é outra dessas intrujices forjadas com intuitos puramente mercantilistas. Mas agora deixo-vos com o impagável Lassi. Bom visionamento.


Revolução cultural

Os camaradas Gao, Chang e Ming recusaram-se a acreditar quando lhes tentei explicar a mecânica celestial. Ainda lhes repeti uma dúzia de vezes e, mesmo assim, com êxito duvidoso. Não lhes entra na cabeça que por aqui (ainda) tenhamos de descer à terra para só depois subir aos céus. Nem todos,  por certo, embora os suficientes para questionar seriamente a nossa competitividade enquanto civilização.

Scomberomorus

Manfred estava com ideias fixas: aquilo só podia ser uma enorme, gigantesca, descomunal cabala. E cismava. Tivemos mesmo de chamar o Rudolf, que em brevíssimos segundos nos provou não ser aquilo mais do que um vacalhau espadaúdo.

Lá do sertão

Faz lembrar os três porquinhos, né?

Ecce Presley

Bom demais.


Bôla de Berlim

A foto é roubada. Mas ela também já nos roubou muito. A esperança, por exemplo. Ou, como diria Lena d'Água, olho o robot...

Eccircungnam style

Já não percebo nada disto. Mas boas piruetas.

Alvarinhos anónimos

Cá na praceta andamos todos muito preocupados com o Álvaro. Três ou quatro copos, há noites que nem isso, e põe-se muito verde. Depois, bom, depois começa chamar-nos nomes feios, desenfia uns gases e lamenta-se por ser mais um desses Alvarinhos.

O Malato é bom para o palato

O que estou eu a fazer ali no Malato? Mas isto é muito melhor do que aparecer no Marcelo... Caramba, há coisas que um gajo não espera mesmo. Verdadeiros choques frontais.

"Iberiana" en Castilla-León

Cumpre-se agora um ano. Mas o vídeo só agora nos chegou. Eu entre dois Araújos, quem diria?

Calma, muita calma

Certo. Mas também não é entrada.

Estónia à defesa

Não é todos os dias que se vê um bailado defensivo destes. Aconteceu este fim-de-semana na Meistriliiga, o sofrível campeonato nacional da Estónia. Ora reparem bem nos três guarda-redes sincronizados na baliza do Kalju Nõmme. Sincronizadíssimos. Um à frente das redes e outros dois atrás delas. Magnífico, não? Pena que tão inusitada coreografia não evitasse o golo adversário.

Bésate mucho...

É normal que o Mundo Deportivo odeie CR7. É o órgão oficioso do FC Barcelona e Messi, ainda mais do que Piqué e Shakira, é o seu menino d'oiro. Intocável. Mas será que a manchete de hoje, parcialmente justificada, é uma forma de potenciar o anúncio do canto inferior direito? Ou será que este foi inserido à última hora e com desconto para fazer pandã com a genial manchete? Bom, admito que ambas as teses são razoavelmente válidas.

O peçonhento

Fanfarrão encartado, quantas vezes excessivo, Fernando adorava apresentar-se como o grande perito em trufas salmonadas. Do mundo e de todos os tempos. Agigantava-se no mistério, enrolava a conversa, mas a brincadeira não durou muito. Morreu roxo e com alguns fungos no pé direito.

Dia 25 anda à roda

A Costa Brava faz jus ao nome. A avaliar pelas bandeiras independentistas nas janelas e varandas de Girona, e no centro histórico de Barcelona a realidade não é muito diferente, a Catalunha já é o terceiro Estado ibérico. Ou o quarto, pois nunca percebi muito bem como qualificar Andorra... Mas esperemos pelas eleições para a Generalitat, dia 25 de Novembro, para ver se tamanho fôlego soberanista infla ou... desincha.

Yes, this is another booktrailer

This time we present you a book without palm trees. It's snow or never. And many thanks to Taavi Paomets, the newest Estonian Usain Bolt.

O povo é sereno

No dia em que franqueámos as seiscentas visualizações, o Salmão brinda-vos novamente com o vídeo culturalmente chocante sobre a Estónia. Só ainda não percebo por que continuam a gostar tanto deste e a desprezar os cafés com pernas chilenos. Ou a tetrafobia chinesa. Ou a comédia beijoqueira em que se converteu esta França contemporânea. Enfim, deve andar por aí algum algoritmo louco à solta...